// . //  Indústrias // Energia e Recursos Naturais
 

O Que Fazemos

Nossa equipe reconhece que, devido às mudanças sem precedentes que ocorrem no mundo da energia, muitos modelos tradicionais de negócios de energia vêm se tornando obsoletos. O movimento rumo à descarbonização e a transição de energia, juntamente com inovações tecnológicas como a eletrificação e a Internet das Coisas, introduziram oportunidades para aumentar a eficiência, melhorar a experiência do cliente e colaborar com outros setores. E com essas oportunidades, surgem novos riscos a serem enfrentados.

Trabalhamos com empresas de energia para lidar com desafios estratégicos e operacionais através de abordagens comprovadas e orientadas a resultados. Temos expertise baseada em uma profunda experiência nos setores de petróleo e gás, serviços públicos, produtos químicos e mineração. Os clientes recorrem à Oliver Wyman para ajudá-los a aproveitar novas tendências, desafios e oportunidades em energia, enquanto gerenciam seus negócios e ativos existentes de forma eficiente e eficaz.

 

O Que Pensamos

No setor de Energia e para além dele, há vários fatores que afetam as empresas que alimentam nossas vidas, desde a pandemia de COVID-19 até a transição energética e a agenda climática em evolução. Confira nossos hubs de conteúdo para ficar à parte de nosso pensamento mais recente sobre alguns dos tópicos mais urgentes que o setor enfrenta hoje.

Energy's Transition

Energy's Transition

To shift portfolios toward economically sustainable and environmentally friendly sources of energy, companies will need to adopt a customer-centric approach, ensure access to capital, and foster new technologies and business models.

Visit Our Hub

Modern financial risk management combined with climate science can facilitate a smooth transition to a net-zero economy. The frameworks we've developed continue to set the standard for the industry.

Powering the Net-Zero Economy

Visit Our Hub

Insights Recentes

Contagem Regressiva da Energia para 2030

Estabelecemos metas após metas sobre quanto deve ser cortado, e agora – a seis anos do nosso primeiro grande prazo para a redução de emissões – é hora de começar a cumprir esses compromissos.

 

É por isso que dedicamos a revista deste ano aos detalhes do que as empresas deveriam fazer ou estão realmente fazendo para reduzir as emissões. Calculamos quanto deve ser investido em vários setores da nossa indústria para atingir a redução pela metade das nossas emissões até 2030, o que as nações prometeram no Acordo de Paris de 2015 e em várias conferências climáticas posteriores.

 

As conclusões de muitos destes comentários chegam à mesma conclusão: as indústrias devem trabalhar em conjunto para atrair capital suficiente e mitigar alguns dos riscos.


Lamentamos, não encontramos nenhum resultado.
Refine sua pesquisa e tente novamente.
 

Quem Somos

ENCONTRE-NOS AQUI